Notícias da UFVJM
Sex, 14 de Fevereiro de 2020 11:28

Quatro cursos formam suas primeiras turmas

A Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri realizou, no final de janeiro e neste mês de fevereiro, mais uma série oficial de cerimônias de colação de grau de seus cursos de graduação, entregando à sociedade brasileira mais 591 profissionais de várias áreas do conhecimento. A sessão solene de colação de grau é realizada ao final de cada semestre letivo nos respectivos campi da universidade - Diamantina, Janaúba, Teófilo Otoni e Unaí, quando familiares e amigos podem prestigiar a conquista dos novos profissionais.

As solenidades são presididas pelo reitor ou por seu representante, num momento único em que a universidade transfere para a sociedade o resultado do seu maior patrimônio, o conhecimento, transformado em qualificação profissional, razão maior de sua existência.

(foto: Túlio Botelho/Dicom-UFVJM)

 

Os novos profissionais são das áreas de Administração, Agronomia, Ciências Biológicas, Ciências Contábeis, Ciências Econômicas, Ciências Humanas, Educação a Distância (Administração Pública, Matemática e Química), Educação Física, Engenharia de Alimentos, Engenharia Civil, Engenharia Florestal, Engenharia Geológica, Engenharia de Materiais, Engenharia Mecânica, Engenharia Química, Farmácia, Fisioterapia, Geografia, História, Letras (Inglês e Espanhol), Licenciatura em Educação do Campo (Ciências da Natureza e Linguagens e Códigos), Matemática, Medicina, Medicina Veterinária, Nutrição, Odontologia, Pedagogia, Química, Serviço Social, Sistemas de Informação, Turismo e Zootecnia.

Bárbara Giovana Mendes Nery, primeira Engenheira de Materiais                Aléxia Cruz Lopes Macedo, primeira Engenheira Geológica
(foto: Comunicação Janaúba)                                                                                                         (foto: Luan Maique/UFVJM)

 

Dos cursos de graduação que participaram das últimas cerimônias de colação de grau, quatro deles formam suas primeiras turmas: o curso de Engenharia Geológica, do Instituto de Ciência e Tecnologia, do Campus JK em Diamantina; o curso de Engenharia de Materiais, do Instituto de Engenharia, Ciência e Tecnologia do Campus Janaúba; o curso de Medicina da Faculdade de Medicina do Campus JK, em Diamantina; e no próximo dia 28, o curso de Medicina Veterinária, do Instituto de Ciências Agrárias do Campus Unaí.

A UFVJM destaca também a colação de grau do 1º estudante surdo, usuário da Língua Brasileira de Sinais (Libras), formado pela universidade. A cerimônia do curso de Bacharelado em Ciência e Tecnologia do Instituto de Ciência e Tecnologia, do Campus JK, em Diamantina, contou com interpretação simultânea feita pela tradutora da UFVJM, Laís Velano.

Marcos Becker Larivoir Esteves, primeiro estudante surdo da UFVJM (foto: Janete Cotta Koury)
Última atualização em Seg, 17 de Fevereiro de 2020 17:14
 
Qui, 13 de Fevereiro de 2020 17:26

Certificado de Organização Qualificada ao Sistema RNP foi concedido pela rede nesta segunda (10)

No início desta semana (10/02), a Rede Nacional de Ensino e Pesquisa - RNP concedeu à Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri o certificado de Organização Qualificada ao Sistema RNP.

O Sistema RNP é responsável pelo desenvolvimento, oferta e uso de serviços e facilidades para atender às necessidades da pesquisa, educação e inovação. Ele explora tecnologias de informação e comunicação emergentes, disponibilizando uma ciberinfraestutura de recursos federados, seguros, de alta capacidade e desempenho, por meio de mecanismos de governança multi-institucional, estabelecidos pelo Programa RNP.

Através da Diretoria de Tecnologia da Informação, atendendo requisitos técnicos, foram implantados os seguintes serviços em parceria com a Rede Nacional de Ensino e Pesquisa sem custos para a universidade:

  • Upgrade do link de internet dos campi de Diamantina, Teófilo Otoni, Janaúba e Fazendas Experimentais.
  • Comunidade Acadêmica Federada - Cafe: corresponde à uma federação de gestão de identidade que tem o objetivo principal de facilitar a disponibilização e o acesso a serviços web. Nesta, os usuários acessam serviços web das mais diferentes origens usando o login e senha da sua própria instituição. Exemplo amplamente utilizado: Portal de Periódicos da Capes.
  • Conferência Web: leva para o ambiente web os recursos próprios de uma conferência que use vídeo e áudio combinados, além funcionalidades de interação instantânea e colaborativa como chat, bloco de notas, visualização compartilhada de imagens, arquivos ou mesmo da tela de um computador remoto.
  • fone@RNP: serviço que permite fazer chamadas telefônicas gratuitas e de modo simples para outras universidades e instituições de pesquisa.
  • eduroam: provê acesso à rede wi-fi em de 2.600 pontos de acesso no Brasil e outros milhares em cerca de 90 países utilizando os dados do login e senha institucional. O eduroam está em universidades, centros de pesquisa, aeroportos e até cafeterias. Será disponibilizado em breve em toda UFVJM.
  • ICPEdu: emissão de certificados digitais do tipo SSL nos servidores web da instituição.

“A reitoria parabeniza a equipe da Diretoria de Tecnologia da Informação pelo esforço despendido nessa importante conquista para a UFVJM”, declara professor Fernando Borges, chefe de gabinete da casa.

Última atualização em Qui, 13 de Fevereiro de 2020 17:26
 
Qui, 13 de Fevereiro de 2020 14:53

Iniciativa do curso de Engenharia Agrícola e Ambiental da UFVJM - Campus Unaí tem apelo social e ambiental

Bloquetes produzidos com isopor em substituição a areia pelo curso de Engenharia Agrícola e Ambiental da UFVJM - Campus Unaí (foto: ICA/UFVJM)

 

Sob a coordenação da professora Hellen Pinto Ferreira Deckers, alunos do curso de Engenharia Agrícola e Ambiental da UFVJM - Campus Unaí têm trabalhado na fabricação de bloquetes com utilização de isopor em substituição a areia. O trabalho faz parte do projeto de extensão Reutilização do Poliestireno Expandido (EPS) com Agregado no Composto de Concreto Leve para Fabricação de Bloquetes, aprovado no último edital da UFVJM para o ano de 2020 e realizado em parceria com a Prefeitura Municipal de Unaí, através da Secretaria do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semamd), e com a Penitenciária Agostinho de Oliveira Júnior (Paoj).

A professora conta que a ideia do projeto surgiu a partir do problema enfrentado pela Semamd com o descarte diário de cerca de 4 mil marmitas de isopor utilizadas para a alimentação dos reeducandos do presídio. “Era preciso buscar uma solução para a reutilização dessa grande quantidade de isopor e conseguimos chegar a esse importante projeto de cunho social e ambiental”, afirma Hellen. E a coordenadora explica como a parceria funciona: “A matéria-prima (isopor triturado) é fornecida pela Semamd e a mão-de-obra é dos reeducandos e de alunos do curso de Engenharia Agrícola e Ambiental.”

Aluno Gabriel Elan Finkler; diretor-geral da Paoj, Sílvio Pereira Cardoso Júnior; e professora Helen Pinto Ferreira Deckers fazem supervisão dos testes dos bloquetes (foto: ICA/UFVJM)

 

O projeto encontra-se agora na fase de teste de resistência dos bloquetes fabricados com 20%, 40% e 60% de isopor. Os próprios reeducandos realizaram os testes, sob supervisão e orientação do diretor-geral da Paoj, Sílvio Pereira Cardoso Júnior, da professora Helen e do acadêmico Gabriel Elan Finkler. O objetivo é utilizar esses bloquetes no calçamento da universidade e em praças e escolas da cidade de Unaí.

O projeto Reutilização do Poliestireno Expandido (EPS) com Agregado no Composto de Concreto Leve para Fabricação de Bloquetes é coordenado pela professora Hellen Pinto Ferreira Deckers e conta com o envolvimento dos alunos Ana Clarah Cordeiro de Oliveira Talá, Gabriel Elan Finkler, Manuella Brandão Gonçalves, Mucio Abraão Sousa de Assis, Nei Gaspar dos Santos Junior, Northon Matheus Santana de Castro e Rosy Mara Oliveira da Silva, do curso de Engenharia Agrícola e Ambiental da UFVJM - Campus Unaí.

Última atualização em Qui, 13 de Fevereiro de 2020 14:54
 
Qua, 12 de Fevereiro de 2020 16:30

A Reitoria da UFVJM lamenta o falecimento da cirurgiã-dentista Letícia Tângari Meira Araújo, sepultada no dia 8 de fevereiro, em Diamantina.

Filha da professora aposentada Sônia Tângari, Letícia foi aluna do curso de Odontologia desta casa e, após a sua formatura, contribuiu como professora substituta e voluntária do mesmo curso.

A UFVJM, com pesar, manifesta o sentimento de solidariedade e apresenta as suas condolências à família enlutada e aos amigos de Letícia Tângari Meira Araújo.

 


Página 3 de 1261

 

Campus I - Diamantina/MG
Rua da Glória, nº 187 - Centro - CEP 39100-000
Telefones: +55 (38) 3532-6024
Campus JK - Diamantina/MG
Rodovia MGT 367 - Km 583, nº 5.000
Alto da Jacuba CEP 39100-000
Telefone: +55 (38) 3532-1200 e (38) 3532-6800
Campus do Mucuri - Teófilo Otoni/MG
Rua do Cruzeiro, nº 01 - Jardim São Paulo - CEP 39803-371
Telefone: +55 (33) 3529-2700
Campus Janaúba - Janaúba/MG
Avenida Um, nº 4.050
Cidade Universitária CEP 39447-790
Telefone: +55 (38) 3532-6808 e (38) 3532-6812
Campus Unaí - Unaí/MG
Avenida Universitária, nº 1.000, B
Universitários CEP 38610-000
Telefone: +55 (38) 3677-9950