02- Teoria Tecnicista e Comportamentalista

Grupo: Ivisson e Amanda

Apresentação: Teorias pedagógicas – Tecnicismo e Comportamentalismo

Atividade: Tendo em vista que o tecnicismo nasceu na segunda metade do século XX nos estados unidos, e veio pro Brasil entre 60 e 70 no período da ditadura militar. Como foi a recepção do tecnicismo no período da ditadura e como a ditadura influenciou no desenvolvimento desta tendência no Brasil? E qual a ligação entre o tecnicismo e comportamentalismo?

14 respostas a 02- Teoria Tecnicista e Comportamentalista

  1. Essa abordagem era muito conveniente ao sistema político vigente daquela época, esta é compatível com a orientação econômica, política e ideológica do regime militar. A ditadura influenciou no desenvolvimento tornando os alunos seres passivos, acrítico, obediente, ingênuo podendo ser controlado e manipulado. A educação atua, assim, no aperfeiçoamento da ordem vigente social (capitalismo), articulando-se diretamente com o sistema produtivo.
    A ligação entre ambos é que tanto a concepção do tecnicismo quanto o comportamentalisto procuram resultados mensuráveis e que o estudante adquira comportamentos desejados, moldados segundo necessidades sociais determinadas.

  2. Rayana Dias disse:

    A pedagogia tecnicista aparece nos Estados Unidos na segunda metade do século XX e é introduzida no Brasil entre 1960 e 1970, onde proliferou o que se chamou de “tecnicismo educacional’, inspirado nas teorias behavioristas da aprendizagem e da
    abordagem sistêmica do ensino, buscando adequar a educação às exigências da sociedade industrial e tecnológica”
    A ditadura influenciou no desenvolvimento tornando os alunos seres passivos, acrítico, obediente, ingênuo podendo ser controlado e manipulado.

  3. Ivisson Borges Reis disse:

    A pedagogia tecnicista aparece nos Estados Unidos na segunda metade do século XX. E foi introduzida no Brasil entre 1960 e 1970, é instituída durante a fase do Regime Militar, onde proliferou o que se chamou de “tecnicismo educacional”. A distinção mais marcante era tentar dar a formação educacional de um ensino profissionalizante. Planejava-se fazer com que a educação contribuísse, de forma decisiva, para o aumento da produção brasileira. Desde 1964, o MEC já iniciara seus acordos com a United States Agency International for Development – USAID, para Aperfeiçoamento do Ensino Brasileiro nos moldes tecnicistas. A Tendência Tecnicista se acomodou de vários conceitos da ciência que trata das mudanças dos comportamentos humanos e utilizou, principalmente, a teoria de Skinner (1904-1990) -Comportamentalismo – que compreende o desenvolvimento humano como resultado dos condicionamentos – estímulos/respostas. O principal objetivo da Tendência Tecnicista era levar os alunos à agirem de acordo com o status ou seja, era preciso preparar os alunos para o mercado de trabalho (com “qualidade total”), além de levá-los a conformarem-se à política da época. Os behavioristas ou comportamentalistas valorizam a experiência ou a experiência planejada como a base do conhecimento. Skinner pode ser considerado como um dos principais representantes da
    “análise experimental do comportamento humano deveria, por natureza, retirar as funções anteriores atribuídas ao homem autônomo transferi-las, uma a uma, ao ambiente controlador.”
    (SKINNER 1973, p. 155).
    referências ( http://www.arquitetura.ufmg.br/rcesar/PEDAGOGIA06_08%20DOC.pdf) (http://pt.scribd.com/doc/59625982/04-TENDENCIA-TECNICISTA) ( http://www.obore.com/acontece/textos_especiais_em_torno_de_algumas.asp )

  4. IVISSON REIS disse:

    A pedagogia tecnicista aparece nos Estados Unidos na segunda metade do século XX. E foi introduzida no Brasil entre 1960 e 1970, é instituída durante a fase do Regime Militar, onde proliferou o que se chamou de “tecnicismo educacional”. A distinção mais marcante era tentar dar a formação educacional de um ensino profissionalizante. Planejava-se fazer com que a educação contribuísse, de forma decisiva, para o aumento da produção brasileira. Desde 1964, o MEC já iniciara seus acordos com a United States Agency International for Development – USAID, para Aperfeiçoamento do Ensino Brasileiro nos moldes tecnicistas. A Tendência Tecnicista se acomodou de vários conceitos da ciência que trata das mudanças dos comportamentos humanos e utilizou, principalmente, a teoria de Skinner (1904-1990) -Comportamentalismo – que compreende o desenvolvimento humano como resultado dos condicionamentos – estímulos/respostas. O principal objetivo da Tendência Tecnicista era levar os alunos à agirem de acordo com o status ou seja, era preciso preparar os alunos para o mercado de trabalho (com “qualidade total”), além de levá-los a conformarem-se à política da época. Os behavioristas ou comportamentalistas valorizam a experiência ou a experiência planejada como a base do conhecimento. Skinner pode ser considerado como um dos principais representantes da
    “análise experimental do comportamento humano deveria, por natureza, retirar as funções anteriores atribuídas ao homem autônomo transferi-las, uma a uma, ao ambiente controlador.” (SKINNER 1973, p. 155).
    ( http://www.arquitetura.ufmg.br/rcesar/PEDAGOGIA06_08%20DOC.pdf) (http://pt.scribd.com/doc/59625982/04-TENDENCIA-TECNICISTA) ( http://www.obore.comacontecetextos_especiais_em_torno_de_algumas.asp )

  5. José Geraldo Mendes Castro Júnior disse:

    O governo militar brasileiro ficou conhecido pelo seu caráter autoritário e ditatorial. As diferentes manifestações pessoais e questionamentos eram extremamente reprimidas, tendo este indivíduo que seguir um conjunto de regras para convivência em sociedade/economia. Diante deste contexto, fica evidente que o modelo tecnicista se encaixa perfeitamente nessas diretrizes. O cidadão formado segue um conjunto de ações, pré-programadas, sem questionar, nem desenvolver algo “novo”. A indústria foi altamente favorecida, já que a produção em série teve um grande impulso, tendo como catalizador, esses trabalhadores “automatizados”.
    Tanto o tecnicismo quanto o comportamentalismo desconsideram as individualidades do sujeito. Em ambas as teorias, o indivíduo pode atingir um objetivo se receber o estímulo necessário. No caso da teoria comportamentalista, a aprendizagem se dá por um conjunto de regras a serem seguidas e, se o anprendiz não atingir um patamar, significa que não foi “ensinado” corretamente. Assim, essa teorias mostram que qualquer indivíduo pode executar certo conjunto de atividades, independente de suas motivações pessoas, partindo somente do pressuposto de que fora bem condicionados para tal.

  6. Joyce Cristina de Rezende disse:

    A Ditadura Militar foi um período de repressão onde toda a manifestação contrárias à sua ideologias foram reprimidas. O Tecnicismo oferece muita ênfase à formação de competências e habilidades, mas nenhuma ênfase às atitudes do ser humano. Essa implantação do tecnicismo no período militar coloca evidente o intenção de alienar a mente das pessoas já que não há questionamentos nem expressão de opiniões neste sistema.
    Tanto o tecnicismo quanto o comportamentalismo são teorias baseadas no behaviorismo, é uma aprendizado sistêmico baseado nas exigências da sociedade industrial e tecnológicas.

  7. A Tecnologia Educacional, por coerência, é a grande inspiradora da Pedagogia Tecnicista. Esta pedagogia é sustentada por um dos paradigmas da Psicologia: o behaviorismo ou comportamentalismo. Os behavioristas ou comportamentalistas valorizam a experiência ou a experiência planejada como a base do conhecimento. “análise experimental do comportamento humano deveria, por natureza, retirar as funções anteriores atribuídas ao homem autônomo transferi-las, uma a uma, ao ambiente controlador.” O tecnicismo é também suportado pela informática, cibernética e Engenharia Comportamental. analisa o processo de aprendizagem,desconsiderando os aspectos internos que ocorrem na mente do agente social,centrando-se no comportamento observável.

  8. Renata Moreira de Oliveira disse:

    Os intelectuais da ditadura militar defendiam o papel de tecnocratas no Brasil, porque segundo eles esse papel se relacionava ao fato de abolir a liberdade democrática e ainda modernizar as relações capitalistas. Diante disso instituiu-se o tecnicismo como ideologia oficial do Brasil, e assim a ditadura militar elabora um conjunto de ideias, valores e crenças, visualizando a abordagem tecnicista como a melhor forma pra se governar a sociedade assim, o regime militar estabeleceu um governo técnico, que assumia funções políticas pela representação da eficiência, tornando forte um poder centralizador e pautando as ações administrativas sobre os aspectos políticos e sociais. Com uma sociedade tecnocrática eles conseguiriam planejar a educação de acordo com os interesses socioeconômicos do mercado capitalista.
    Referencia: Acesso dia
    18-04-2012 às 22:50

    Em nenhuma delas o aprendizado é de forma estimulada, em que o sujeito participa de discussões para que se possa construir o conhecimento. Elas se referem a técnica e observação, assim qualquer um poderia repetir aquilo que foi feito ou visto, desde que tenha sido desenvolvido de forma correta.

  9. Wagner Barbosa de Souza disse:

    Na década de 60 no Brasil ocorria o crescimento industrial e por falta de mão de obra qualificada o tecnicismo educacional é instalado com o intuído de suprir esta necessidade, mas seu objetivo era de ordem capitalista, então o ensino se processava para produzir indivíduos competentes para o mercado de trabalho, onde os alunos eram meros “caixas” de deposito de conhecimento. Com o clima de repressão, autoritarismo e ideologias fixas como dogmas incontestados na ditadura militar o tecnicismo veio para atingir um dos objetivos do golpe que era de fomentar a economia brasileira.
    As duas se ligam pelo fato de conceber o conhecimento como mera transmissão, no qual questões sociais são deixadas de lado

  10. Natália Gonçalves Santos disse:

    O período da ditadura militar no Brasil se caracterizou pela repressão e supressão dos direitos constitucionais, assim para uma adaptação na sociedade e economia o indivíduo tinha que obedecer alguns decretos. O tecnicismo então implantado no período da ditadura militar, para o governo visava o controle e a manipulação do indivíduo frente ao progresso da economia brasileira.
    Tanto o tecnicismo quanto o comportamentalismo coloca o aluno como um agente a aprender o que foi passado, nada além daquilo e sem questionamentos. Se o aluno não aprender é porque não foi ensinado corretamente, assim a aprendizagem do individuo não é afetado por fatores sociais.

  11. Fernando Costa disse:

    A educação passou a utilizar técnicas das mais variadas formas, seja nas propostas pedagógicas ou nas formas de organização do sistema escolar, bem como a divisão do trabalho pedagógico com a sua hierarquização, essa nova forma de conceber a educação daria maior possibilidade de controle sobre a escola.
    Além da reestruturação do ensino, reestruturou-se os currículos das escolas criando a disciplina de Educação Moral e Cívica com o objetivo de transmitir a ideologia calcada nos princípios da Segurança Nacional. Além disso este novo ensino levou ao esvaziamento dos conteúdos fazendo com que o aluno decore datas, nomes e fatos importantes da nossa história.

  12. Fernando Costa disse:

    Tanto a Tecnicista quanto a comportamentalista é baseada nas exigências da sociedade, mostrando também que qualquer indivíduo pode executar as atividades.

  13. Albervany Barroso disse:

    A instituição escolar como mecanismo de poder do Estado, vem a serviço de um processo de hegemonia ideológica, que auxilia no sentido de uma concepção alienante, a qual perpetua uma conexão de produção e de distribuição social do poder do Estado. A concepção liberalista deu lugar, a partir do final da década de 60, à Tecnicista deixando de lado o que deveria ser dado, preocupando-se como deveriam ser os conteúdos programáticos escolares. A educação com isso passou a utilizar técnicas das mais variadas formas, seja nas propostas pedagógicas ou nas formas de organização do sistema escolar, bem como a divisão do trabalho pedagógico com a sua hierarquização, essa nova forma de conceber a educação daria maior possibilidade de controle sobre a escola.
    A concepção de que aprender não é algo natural do ser humano e sim depende de especialistas e técnicas especiais. O tecnicismo assim como o comportamentalismo desconsideram o que o indivíduo pode realizar ou fazer por si só e apostam no êxito e desenvolvimento do indivíduo condicionando a um “estímulo necessário”.

  14. Carlos Ávila disse:

    A norma política que vigorava nas décadas citadas era favorável a esse tipo de abordagem, tanto sociologicamente, economicamente e principalmente quanto o rigor da formação militar adotada, resumindo, era vista com “bons olhos”; os alunos tinham o comportamento relativamente bom, eram, obediente, apáticos, sem questionamentos ou qualquer atitude indisciplinar, falando de uma forma bem popular pareciam pequenos militares. As abordagens projetava resultados relevantes, o aluno optem comportamento pré-fixado, bem moldado, de acordo com as obrigações propostas pela sociedade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>