A Rádio Universitária inova mais uma vez! Agora você também pode curtir a programação da 99,7 FM através do giro planetário do site Rádio Garden. Conheça essa nova forma de acesso e ouça a Rádio Universitária 99,7! É a UFVJM na frequência do saber!



Vestibular

Atividades vão até a sexta (8) e serão realizadas no Centro de Estudos em Humanidades, Campus JK

Hoje (6), às 19h, será realizada a mesa de abertura do 2º Encontro de Estudos Rurais, evento de caráter científico e acadêmico, promovido pelo Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Estudos Rurais (PPGER) da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM). O evento, de caráter anual, será realizado entre os dias 6 e 8 de novembro, no Campus JK (Centro de Estudos em Humanidades) – Diamantina, com palestras, atividade de campo, atividades culturais, lançamento do curta metragem Por Trás da Cortina Verde e atividades internas ao programa.

A temática privilegiada da 2ª edição do Encontro é “Maria Isaura Pereira de Queiroz e o mundo rural”. De acordo com a organização do evento, “o 2º Encontro de Estudos Rurais presta uma homenagem a essa socióloga que tanto contribuiu com os estudos rurais no Brasil”. Maria Isaura foi professora emérita de Sociologia da FFLCH/USP e faleceu, aos 100 anos, em 29/12/2018.

A programação completa do evento pode ser acessada neste link.

A participação é gratuita. Inscreva-se no site do evento.

Fique por dentro das atividades do PPGER nas redes sociais do programa: Facebook e Instagram.

Last Updated on Wednesday, 06 November 2019 15:04
 

Evento é realizado pelo Grupo de Pesquisa Geografia Humanista, Arte e Psicologia Fenomenológica da UFVJM e Núcleo de Pesquisa em Geografia Humanista da UFMG

Nos dias 7 e 8 de novembro, será realizada na UFVJM a quinta edição dos Diálogos Humanistas. Organizado pelo Grupo de Pesquisa Geografia Humanista, Arte e Psicologia Fenomenológica (GHuAPo/UFVJM) e pelo  Núcleo de Pesquisa em Geografia Humanista (NPGEOH/UFMG), Diálogos Humanistas tem como objetivo divulgar as pesquisas de base fenomenológica dos dois grupos, promovendo diálogos e trabalhos conjuntos, assim como mesas e palestras para todo o público interessado.

Na programação do dia 7, quinta-feira, tem a conferência de abertura às 19h, no Campus JK, Auditório 207 do Pavilhão de Auditórios. Na sexta (8), durante todo o dia acontecem as janelas de diálogos, na Casa da Glória, centro de Diamantina. À noite, às 18h30, a mesa de encerramento também será realizada no Auditório 207. Confira a programação completa neste link.

A professora Letícia Pádua, do curso de Geografia da UFJVM e uma das organizadoras do evento, conta porque as apresentações dos trabalhos, que acontecem na sexta (8), das 9h às 18h, são chamadas de janelas. “Consideramos que as apresentações de trabalhos dialogadas criam janelas de novas oportunidades de pesquisa, conhecimento, novos olhares. Organizamos os temas por cores – Janelas Azuis, Amarelas, Violetas e Verdes”, explica.

“Teremos a conferência de abertura com a professora Juliana Dias, da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) e, na mesa de encerramento, teremos os professores Ivo Venerotti, doutor pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ); Aline Medeiros, mestre pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), e Tiago Rodrigues, mestrando da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e egresso da UFVJM”, conta Letícia.

As inscrições são gratuitas e não é necessário fazer inscrição prévia. Todos os presentes vão receber certificados.

Conheça mais sobre os grupos organizadores nos links:

 

Atividades integram programação do 2º Novembro Negro e serão realizadas no próximo sábado (9)

Vem aí a 7ª edição do Ciclo de Diálogos Literatura e Feminismos da UFVJM. O evento, que integra a programação do 2º Novembro Negro de Diamantina, focalizou os debates e as rodas de conversas na apresentação de duas obras literárias contemporâneas que problematizam questões ligadas ao universo da literatura africana de expressão em língua portuguesa. Agende aí: próximo sábado, às 15h, no Museu do Diamante, centro de Diamantina.

O primeiro livro, o romance Niketche: uma história de poligamia, foi premiado com o primeiro "Prémio José Craveirinha de Literatura", pela Associação dos Escritores Moçambicanos (AEMO), em 2003. Escrito pela moçambicana Paulina Chiziane, o título da obra faz referência a uma dança tradicional praticada no norte de Moçambique. Para a apresentação e discussão do romance, foi convidado Gustavo Rückert, professor de Literaturas de Expressão em Língua Portuguesa (Literatura Africana), do curso de Letras da UFVJM.

O outro romance, Ponciá Vicêncio, é de autoria da escritora brasileira Conceição Evaristo, e conta as memórias da personagem que dá nome à obra. Para a apresentação e discussão do romance, foi convidada a mestranda Tamires Santos, que é estudiosa da obra de Conceição Evaristo no curso de mestrado em Literatura na Unimontes. Tamires foi aluna do curso de Letras da UFVJM.

De acordo com a professora Fernanda Valim, coordenadora do Ciclo de Diálogos, o objetivo é que o evento dê visibilidade às escritas das autoras e às discussões relacionadas à literatura afro-brasileira.

Confira a programação no cartaz e participe!

O cartaz é composto por um fundo com gradiente de cor verde. No canto superior esquerdo há “Grupo de Estudos em Literatura, Arte e Cultura apresenta” e abaixo o nome e a edição do evento “1º Ciclo de Diálogos Literatura e Feminismos – 7ª edição”. A seguir, temos uma fotografia que ilustra os romances Niketche: uma história de poligamia e Ponciá Vicêncio e os nomes dos convidados Gustavo Rückert e Tamires Santos, respectivamente. No canto inferior esquerdo há “Inscreva-se” e um QR Code que direciona o usuário para o link externo https://www.sglab.com.br/evento/i-ciclo-de-dialogos-literatura-e-feminismos--setima-edicao/15/. Temos ainda na parte inferior as informações da data de realização, horário, local e que o evento é de entrada gratuita, serão emitidos certificados, haverá coffee break e sorteio de livros. No rodapé da imagem, temos a marca da UFVJM e demais realizadores e parceiros.

 

Oportunidade é para alunos com conhecimentos em língua estrangeira e informática

A partir de amanhã (6), a Diretoria de Relações Internacionais vai receber inscrições de alunos matriculados em cursos de graduação da UFVJM, que possuam conhecimentos de língua estrangeira (Inglês ou Espanhol, preferencialmente) e de informática, interessados em estágio remunerado.

São oferecidas duas vagas para o estágio, que será realizado na Diretoria de Relações Internacionais, Campus JK, com carga horária de 20 horas por semana.

Algumas atribuições dos estagiários são atendimento ao público interno e externo (telefônico e presencial); criação de apresentações, planilhas e formulários; manutenção da página institucional da diretoria; publicação de notícias na página da diretoria; realização de pesquisas em sites relacionados a assuntos de interesse da diretoria; apoio a eventos promovidos pela diretoria.

Os estagiários poderão participar de cursos de línguas estrangeiras e eventos relacionados à internacionalização, a critério da diretoria.

As inscrições serão feitas on-line, via formulário eletrônico, disponível a partir das 8h do dia 6 de novembro até às 9h do dia 11 de novembro, neste link.

Para mais informações acesse o edital disponível aqui.

Last Updated on Tuesday, 05 November 2019 14:45
 

Atividades celebram o mês da consciência negra e serão desenvolvidas em Diamantina

No dia 20 de novembro comemora-se o dia de Zumbi dos Palmares, principal líder da República de Palmares, assassinado nesse dia, em 1695. Essa data foi escolhida como o Dia da Consciência Negra e foi instituída pela Lei 12.519/1,1 a fim de celebrar a luta do povo negro.

Para celebrar a data, durante todo o mês de novembro o Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros e Indígenas (Neabi/UFVJM), o Núcleo de Pesquisa, Ensino, Extensão e Divulgação sobre Escravidão (Nupede/CNPq/UFVJM) e o Centro Latino de Arte Negra (CLAN) organizaram, juntos, o 2º Novembro Negro, com atividades que se iniciam na quinta-feira próxima (7), com a apresentação de dados estatísticos sobre a população negra, e vão até o fim do mês, com o minicurso de Iniciação à História da África, nos dias 28 e 29 de novembro.

Conforme informa o cartaz de divulgação, vai haver atividades em diferentes locais da cidade: no Campus JK, na Casa do Elefante, no Museu do Diamante, na Biblioteca da UFVJM, no Movimento de Criatividade Comunitária (Mocrico) e no Clube de Datas.

A professora Adna Candido de Paula, uma das coordenadoras do evento, chama a atenção para o protagonismo dado aos estudantes da UFVJM no 2º Novembro Negro e segue comentando a programação: “Os alunos e alunas da UFVJM compõem diversas mesas de debates do evento e são responsáveis por outras atividades artísticas".

"Contamos com a parceria do Laboratório de Montagem Cênica da UFVJM, que organizará a exposição Comigo Ninguém Pode e vai apresentar o espetáculo Alzira, um poema cênico. Teremos, ainda, integrando a programação, a 7ª edição do 1º Ciclo de Diálogos Literatura e Feminismos, que vai abordar as obras de Paulina Chiziane e de Conceição Evaristo. Além do ciclo, teremos as mesas de debate da 1ª Semana de Arte e Política: feminismos e negritudes, que abordarão os temas: Autobiografia e arte documental; Desgraçada: rompendo o silêncio e a invisibilidade da violência contra as mulheres; Corpos negros e a sua insurgência na arte e na academia. Contamos, ainda, com a participação do Nós – Núcleo Sócio Educacional Contra a Violência à Mulher”, finaliza.

Sobre a importância do evento, a professora Adna explica que “a consciência negra abarca duas frentes de representações: a primeira é a percepção do povo negro de sua relação com as raízes culturais e históricas de seus antepassados e a segunda é a identificação do povo negro com as lutas de seus ancestrais africanos, entendendo que a abolição da escravatura não veio acompanhada de reforma agrária nem de políticas públicas que objetivassem a integração desse povo na sociedade brasileira. Se por um lado a consciência negra reafirma o valor da cultura e das memórias africanas na cultura brasileira, na ciência, na religião, no conhecimento, na tecnologia, por outro, ela lembra que a luta contra o racismo estrutural continua e que deve ser assumida por toda a sociedade brasileira”.

Os ouvintes, monitores e participantes das atividades vão receber certificados. É necessário fazer inscrição para duas das atividades, que terão vagas limitadas: a Oficina de Poesia Negra Contemporânea (10 vagas) e o minicurso de Iniciação à História da África (30 vagas). As inscrições para essas duas atividades deverão ser feitas pelo e-mail: This e-mail address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it .

Em caso de qualquer dúvida ou para mais informações sobre o evento, o interessado deve entrar em contato com as professoras Ana Paula Nunes ( This e-mail address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it ) e Adna Candido de Paula ( This e-mail address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it ) .

Para saber de tudo o que está programado, acompanhe as redes sociais do Neabi e Nupede: @NEABI_UFVJM;@NUPEDEUFVJM; Nupede UFVJM.

Last Updated on Tuesday, 05 November 2019 12:30
 


Page 3 of 990

 

Campus I - Diamantina/MG
Rua da Glória, nº 187 - Centro - CEP 39100-000
Telefones: +55 (38) 3532-6024
Campus JK - Diamantina/MG
Rodovia MGT 367 - Km 583, nº 5.000
Alto da Jacuba CEP 39100-000
Telefone: +55 (38) 3532-1200 e (38) 3532-6800
Campus do Mucuri - Teófilo Otoni/MG
Rua do Cruzeiro, nº 01 - Jardim São Paulo - CEP 39803-371
Telefone: +55 (33) 3529-2700
Campus Janaúba - Janaúba/MG
Avenida Um, nº 4.050
Cidade Universitária CEP 39447-790
Telefone: +55 (38) 3532-6812 e (38) 3532-6808
Campus Unaí - Unaí/MG
Avenida Universitária, nº 1.000, B
Universitários CEP 38610-000
Telefone: +55 (31) 3677-9950